União Recreativa e Musical Pomarense

A União Recreativa e Musical Pomarensesurgiu em 1970. O embrião da filarmónica remonta, todavia, a 1945, aquando da formação, pela mão de Adelino Marques, de um grupo de jazz designado “Rouxinóis de Pomares”.

Este grupo manteve-se em actividade alguns anos, abrilhantando bailes e festas na região. Porém, como a igreja não o autorizava a participar em festejos religiosos, acabou por ser extinto. A partir dessa altura, e durante quase uma década, a música esteve arredada das gentes de Pomares, em termos de instituições locais e apenas em 1970 a situação seria alterada.

Nesse ano, Abílio Francisco, antigo elemento dos “Rouxinóis de Pomares”, lançou o repto ao fundador extinto grupo, tendo em vista a criação de uma filarmónica em Pomares. A ideia vingou. Aproveitando alguns dos instrumentos dos “Rouxinóis” nasceria, então, a União Recreativa Musical Pomarense, primeira banda filarmónica da localidade e a quintaa nascer no concelho de Arganil.

Confirmavam-se assim, uma vez mais, as tradições regionalistas deste concelho da Beira Serra. A filarmónica tem actuado, desde essa altura, sem paragens, em festas e romarias não só na região como também em Lisboa, onde se deslocou por diversas vezes.

/

Criado por Sétimo Digito, Lda